15 julho, 2009

Com lágrima nos olhos



Em ritmo acelerado ou pacato, somos sempre tentados a vivenciar apenas nossa realidade, nossas circunstâncias e nossos desafios, tudo aquilo que está por perto. É sempre mais fácil lidar com o visível ou tangível.

Mas meu trabalho é baseado na distância. Moro em Viçosa, MG, e coordeno um projeto para pessoas do Norte e Nordeste do Brasil. Minhas atividades exigem fé, aquela bíblica, a certeza do que não se vê. Contudo, em alguns momentos Deus com graça nos permite ver reflexos, reações que nos trazem alegria ao coração. Seja nas palavras daqueles que nos escrevem agradecidos em receber os materiais do projeto, seja na voz daqueles que pelo telefone compartilham as dificuldades do sertão ou da floresta longínqua. São momentos de alegria, surpresa e gratidão.

Mas um desses momentos foi especial. Ao conversar com Alexandre, paraense de Marabá em sua vinda à Viçosa (há mais de 2.500 km de sua cidade) pude ouvir com alegria seu envolvimento com a missão integral, sua certeza ao abraçar a proclamação do reino de Deus e seu “muito obrigado” dito com lágrima nos olhos. Emocionante!

Sai do CEM (Centro Evangélico de Missões) maravilhada! Caminhando em direção ao escritório da Editora Ultimato orei a Deus também com lágrimas nos olhos. Agradeci pela maravilhosa graça que me alcança aqui e alcança a tantos irmãos espalhados pelo mundo, por Cristo Jesus o elo que une tantas pessoas na mesma missão, pela esperança que nos motiva no caminhar e pelas belas tardes de inverno em Viçosa.

É bom saber que Deus é o supremo autor da história, seja perto ou seja longe, Ele inspira, anima, alegra e cuida dos que são seus.

5 comentários:

. disse...

tal é a graça do nosso bom Deus. Suprema e constante sobre nós.
belo texto,
continue!

Edmar Hell Kampke - Mazinho disse...

Que nosso pai continue essa obra maravilhosa nas nossas vidas, sempre dando ânimo e alegria! Amém... Parabéns pelo excelente texto!

lucas rolim menezes disse...

bela a fé que te move. bela a inspiração da sua fé: a graça de Deus que sustenta você e os das terras distantes do norte e nordeste (e nos confins da terra).

Abraços

Anônimo disse...

Todos os outros momentos "às cegas" do nosso trabalho são compensados por momentos como esses. Que a sua fé cresça cada dia mais!

Andrea Trindade.

Lissânder disse...

Companheira,
Seu trabalho é "nadar contra a corrente". Não desista, continue, fique firme.
As mãos do Senhor são sustentadoras.
Sinto-me abençoado em ter vc e Marquinhos como amigos.
Em Cristo!